Academia do Oscar anuncia novos membros: 46% são mulheres e 41% pessoas não-brancas

29. junho 2016 Cinema 1
Academia do Oscar anuncia novos membros: 46% são mulheres e 41% pessoas não-brancas

A Academia do Oscar anunciou hoje (29) a entrada de 683 novos membros, um recorde para os padrões da organização. Segundo a revista Variety, nos anos anteriores o número de novos integrantes era bem menor: 271 em 2014, 276 em 2013, 176 em 2012 e 178 em 2011.

Entre os cineastas, artistas e executivos da indústria cinematográfica convidados, 46% deles são mulheres e 41% são pessoas não-brancas, isto é, negros, latinos, asiáticos etc. 283 dos novos integrantes vêm de 59 países diferentes. Alguns dos anunciados são Brie Larson, Idris Elba e John Boyega.

Isso reforça o compromisso da presidente da Academia, Cheryl Boone Isaacs, que prometeu em janeiro deste ano dobrar o número de mulheres e minorias étnico/raciais até 2020. Agora, com os novos integrantes, o número de mulheres saltou de 25% para 27%, e de minorias étnico/raciais de 8% para 11%, um aumento de 2% e 3% respectivamente.

“Esta classe dá continuidade ao nosso compromisso de longo prazo de dar boas-vindas aos talentos extraordinários daqueles que trabalham na indústria hoje”, disse Cheryl em um comunicado. “Nós encorajamos a grande comunidade criativa a abrir mais as portas e criar oportunidades para qualquer um que esteja interessado em trabalhar nessa indústria incrível e lendária.”

academia-do-oscar-novos-membros
Em dourado está o percentual anterior à chegada dos novos membros, em azul está percentual de mulheres e pessoas não-brancas que chegaram, e em cinza o novo percentual total

Em março passado, a Academia do Oscar anunciou novos membros ao seu conselho e para diferentes comitês internos, com o objetivo de diversificar a instituição, que foi muito criticada pelo segundo ano consecutivo por não indicar qualquer ator ou atriz não-brancos nas categorias de atuação, o que fez com que a hashtag #OscarsSoWhite voltasse ainda mais forte em 2016, e ainda fez com que alguns artistas, como o diretor Spike Lee e a atriz Jada Pinkett Smith, boicotassem a cerimônia de entrega dos prêmios.

“Estou orgulhosa pelo esforço”, disse Ava DuVernay ao Los Angeles Times. “Foi algo intenso, inclusivo e foi imperativo. A Academia está indo na direção certa, na estrada certa. É um bom começo.”

“Eu entrei! Estou animada para usar meu voto para indicar talentos que reflitam o mundo em que vivemos – Diversidade”, escreveu a atriz Brie Larson, vencedora do Oscar deste ano e nova integrante da Academia.

Vale acrescentar que essa mudança foi possível a partir da iniciativa da ativista April Reign, que deu início à hashtag #OscarsSoWhite, que acabou gerando uma onda de protestos por mais diversidade no Oscar e na indústria cinematográfica. O Prosa Livre conversou com April em março, e você pode conferir a entrevista aqui.

Sobre a notícia dos novos membros, ela comentou no Twitter que falaria sobre o assunto em um artigo, mas disse que todos são responsáveis pela mudança na Academia. “Se isso aconteceu, VOCÊ consegue criar mudanças. Então, faça-as.”

Entre os novos integrantes estão: Kate Beckinsale, Chadwick Boseman, America Ferrera, Oscar Isaac, Dakota Johnson, Michael B. Jordan, Regina King, Freida Pinto, Lenny Abrahamson, Ryan Coogler, Julie Dash e Laura Amelia Guzmán. A lista completa está no site da Academia do Oscar.