5 lições que eu aprendi com Shun de Andrômeda

21. dezembro 2014 Televisão 20
5 lições que eu aprendi com Shun de Andrômeda

Ontem resolvi resgatar um pouco da minha infância ao assistir ‘Os Cavaleiros do Zodíaco’, no Netflix. Sempre fui fã do seriado desde os tempos da extinta Rede Manchete. Eu e meus irmãos adorávamos assistir Seya, Shun, Hyoga, Shiryu e Ikki lutando e usando seus poderes para vencer seus adversários.

Cavaleiros do Zodiaco 2

De longe, o Shun de Andrômeda (armadura rosa), era meu preferido. Uma escolha pouco óbvia, já que o personagem talvez seja o que mais desagrada os fãs da série por ele conter características mais ‘femininas’. Nunca me importei com isso, lembro até de ganhar uma camiseta estampada com ele. Quando pequeno eu tinha uma adoração pelo Shun, que, olhando agora, faz todo o sentido:

Shun rasga o esterótipo do macho:

Dar a vida a seu amigo é considerado gay?
Dar a vida a seu amigo é considerado gay?

Shun talvez seja o personagem mais controverso entre os Cavaleiros do Zodíaco, justamente porque ele não segue o padrão machão dos desenhos que envolvem super-heróis: o cavaleiro de Andrômeda não gosta de violência, evita matar seus adversários e prefere sacrificar-se para salvar seus amigos. Como exemplo, temos o episódio em que ele decide elevar seu cosmo para aquecer Hyoga e salvá-lo da morte. Enquanto muitos veem a cena como uma ‘referência à homossexualidade’, vemos um amigo ajudando o outro.

Some isso ao fato de que Shun possui traços e características ditas ‘femininas’ e sua armadura rosa. Ninguém sabe se Shun é gay ou não, fato é que Shun é super representativo em vários aspectos.

Shun e Ikki são irmãos e se amam como são:

tumblr_mxtpsfoFTg1svq50wo2_r1_500

Shun e Ikki, Cavaleiro de Fênix, são irmãos e, apesar de diferentes, os dois se amam como são. Ikki sempre soube do coração puro de Shun e foi para a Ilha da Morte treinar no lugar de seu irmão, por acreditar que ele não sobreviveria num local tão terrível como aquele.

E ao separarem-se, Shun vai para a Ilha de Andrômeda para treinar e conseguir sua armadura, pois seu único objetivo é rever o irmão. E mesmo ambos sendo diferentes; Ikki é brigão e Shun pacifista, os dois se amam e protegem um ao outro até o final.

Shun é pacifista:

tumblr_mkl5fhT6aS1rsojmdo1_500

Shun odeia violência. Ele mesmo assume isso na Ilha de Andrômeda para seu mestre. O motivo pelo qual ele queria sua armadura era para voltar ao Japão e rever seu irmão. Durante os treinos, o cavaleiro já havia elevado seu cosmo, mas preferia não machucar seus oponentes, por isso só apanhava.

Além disso, Shun prefere apenas se defender. Ele evita ao máximo ferir alguém. Até mesmo quando o combate é inevitável, o cavaleiro de Andrômeda tenta fazer com que seu adversário mude de ideia, como vemos durante a batalha contra Afrodite, Cavaleiro de Peixes. Shun poderia matá-lo a qualquer momento, mas fez um apelo para que o cavaleiro de ouro se regenerasse, o que não aconteceu. Por sua índole dócil, ele é zombado e agredido por seus amigos e outros cavaleiros.

Porém, quando ataca, ninguém segura suas Correntes de Andrômeda:

tumblr_mkl5fhT6aS1rsojmdo4_500

Sério, o que são aquelas correntes? Apesar de ele preferir usá-las para se defender, as Correntes de Andrômeda são muito poderosas, capazes de alcançar seu adversário mesmo que ele esteja a anos-luz de distância. Basta chamar por elas e o inimigo prova o poder de Shun. Além disso, como podemos ver durante a saga de Poseidon, as correntes conseguem se transformar em qualquer coisa para proteger seu dono.

1304670911

Por fim, Shun nos ensina a sermos fiéis a nós mesmos:

tumblr_mr66u4VMQO1srr7czo1_400

Mesmo sendo zombado, desacreditado e ser considerado o mais fraco de todos os cavaleiros, Shun continua o mesmo. Passam todas as batalhas e ele não muda; segue acreditando no melhor do ser humano e sendo fiel a si mesmo e a seus amigos, mesmo que isso custe sua vida.

Shun é o meu cavaleiro preferido, mas tem outro que me chama muito a atenção, mas não só pelo seu poder, é por suas reflexões acerca da vida e da morte e nossa existência: o Shaka de Virgem. Um post sobre ele vem depois. Enquanto isso, vou voltar a ver o Shun e sua Corrente de Andrômeda. Onda Relâmpago!

latest