49 artistas relembram os 49 mortos no tiroteio de Orlando em emocionante vídeo

49 artistas relembram os 49 mortos no tiroteio de Orlando em emocionante vídeo

Depois do massacre na boate gay Pulse em Orlando, na Flórida, no dia 12 de junho, várias homenagens foram feitas aos 49 mortos naquele que foi o maior tiroteio da história dos Estados Unidos.

Na quarta-feira, 29, a Human Rights Campaign (HRC), uma ONG que defende os direitos LGBT, lançou um vídeo dirigido por Ryan Murphy (“Glee” e “American Horror Story”), que conta com 49 grandes artistas relembrando os 49 mortos na tragédia de Orlando, citando seus nomes e contando pequenas histórias sobre aqueles que se foram.

Além de relembrar todos aqueles que tiveram suas vidas interrompidas pela LGBTfobia, a produção também quer conscientizar sobre o controle de armas. Segundo a HRC, o Congresso americano rejeitou 4 leis que dificultariam o acesso a armas de fogo, ao mesmo tempo em que mais de 200 projetos de leis contra a comunidade LGBT foram introduzidas em vários Estados daquele país.

“Por muito tempo, uma combinação tóxica de ódio anti-LGBT e acesso fácil a armas de fogo tem colocado pessoas LGBTQ em risco desproporcional de violência e assassinato”, diz a descrição do vídeo no Youtube. “É nosso dever manter a memória deles viva e garantir que parte de seus legados sejam transformados em uma ação significativa para acabar com a violência de ódio.”

Os nomes das vítimas são: Edward Sotomayor Jr., Stanley Almodovar III, Luis Omar Ocasio-Capo, Juan Ramon Guerrero, Eric Ivan Ortiz-Rivera, Peter O. Gonzalez-Cruz, Luis S. Vielma, Kimberly Morris, Eddie Jamoldroy Justice, Darryl Roman Burt II, Deonka Deidra Drayton, Alejandro Barrios Martinez, Anthony Luis Laureanodisla, Jean Carlos Mendez Perez, Franky Jimmy Dejesus Velazquez, Amanda Alvear, Martin Benitez Torres, Luis Daniel Wilson-Leon, Mercedez Marisol Flores, Xavier Emmanuel Serrano Rosado, Gilberto Ramon Silva Menendez, Simon Adrian Carrillo Fernandez, Oscar A Aracena-Montero, Enrique L. Rios Jr., Miguel Angel Honorato, Javier Jorge-Reyes, Luis Daniel Conde, Shane Evan Tomlinson, Juan Chevez-Martinez, Joel Rayon Paniagua, Jason Benjamin Josaphat, Cory James Connell, Juan P. Rivera Velazquez, Jerald Arthur Wright, Leroy Valentin Fernandez, Tevin Eugene Crosby, Jonathan Antonio Camuy Vega, Jean C. Nives Rodriguez, Rodolfo Ayala-Ayala, Brenda Lee Marquez McColl, Yilmary Rodriguez Solivan, Christopher Andrew Leinonen, Angel L. Candelario-Padro, Frank Hernandez, Paul Terrell Henry, Antonio Davon Brown, Christopher Joseph Sanfeliz, Akyra Monet Murray e Geraldo A. Ortiz-Jimenez.

Participaram do vídeo: Lady Gaga, Chris Pine, Cuba Gooding Jr., Connie Britton, Matt Bomer, Sarah Paulson, Angela Bassett, Lea Michele, Colton Haynes, Sophia Bush, Jane Fonda, Harry Shum Jr., Denis O’Hare, Rob Reiner, Melissa Benoist, Caitlyn Jenner, Édgar Ramírez, Max Greenfield, Chaz Bono, Cheyenne Jackson, Emma Roberts, Kerry Washington, George Lopez, Evan Rachel Wood, Sofia Vergara, Diego Boneta, Nina Jacobson, Demi Lovato, Tyler Oakley, Yeardley Smith, Kid Cudi, Kaitlin Olson, Kevin McHale, Jamie Lee Curtis, Lee Daniels, Chace Crawford, Evan Peters, Gerard Butler, Katey Sagal, John Stamos, Laverne Cox, Jordana Brewster, Wes Bentley, Finn Wittrock, Darren Criss, Kathy Bates, Anna Paquin, Guillermo Díaz e Joe Mantello.

É sempre positivo que celebridades usem suas plataformas para tratar de assuntos importantes, como esses 49 artistas fizeram, lembrando as vidas que se foram por conta da LGBTfobia, um ódio sem justificativa, e pedindo por mudanças nas leis de porte de armas. Acredito que estamos todos esperando que, em todos os cantos do mundo, algo seja feito para acabar com a violência. Urgentemente.