4 minutos é o que você precisa para cair de amores por este curta sobre um garoto gay apaixonado

01. agosto 2017 Cinema 0
4 minutos é o que você precisa para cair de amores por este curta sobre um garoto gay apaixonado

Em maio, divulgamos o trailer de “In a Heartbeat”, um curta de animação sobre Sherwin, um menino tímido, e que tem uma paixão secreta por Jonathan, o garoto popular da escola. O menino tenta disfarçar ao máximo, mas vê sua orientação sexual ser revelada depois de seu coração sair, literalmente, para fora do peito.

Quer saber como essa história termina? Basta dar o play no vídeo abaixo. A obra é uma criação da dupla Esteban Bravo e Beth David, e serviu como projeto de tese que apresentam na Ringling College of Art and Design, onde estudam computação gráfica.

“Não houve nenhum filme, ou pelo menos um filme grande, no qual o personagem principal é gay e a questão de ser gay é abordada”, contou Esteban para o site da Teen Vogue. “Nós queríamos jogar uma uma luz sobre um tema que raramente é explorado nas animações, e nós queríamos que as pessoas fossem um pouco mais compreensivas e conscientes sobre a como é a experiência de ser gay por meio de uma curta de animação que é doce e leve”.

Como era de se esperar, o desenho é fofo e romântico. E o melhor de tudo, é que ele vem fazendo sucesso. No Youtube, o filme já teve mais de 2 milhões de visualizações desde que foi postado ontem (31), e mais de 388 mil curtidas e milhares de comentários, muitos elogiando a produção.

“In a Heartbeat” foi colocado em uma plataforma de financiamento coletivo, para que fosse possível fazer a animação acontecer. A meta, que era de US$ 3 mil foi ultrapassada, chegando a mais de US$ 14 mil, e está sendo utilizada por ambos para inscrever a obra em festivais de cinema.

“Acho que os jovens, artistas e inovadores cineastas são o futuro da indústria, e eles estão contando esses tipos de histórias. Fico feliz de fazermos parte desse movimento”, comemorou Beth.

Histórias como a de Sherwin e Jonathan não precisam, e nem devem, ficar restritas apenas a adultos, afinal, quanto mais cedo crianças tiverem contato com personagens e pessoas LGBT, mais fácil será para aceitá-los, e uma sociedade muito mais gentil e amorosa crescerá a partir daí. 

Agora, vamos todos rever essa linda história, porque não há nada melhor que isso para dar um up no seu dia e no seu coração.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *